CAPELA DO SACRÁRIO

 
 
 


Natural de Urussanga/SC em 25 de fevereiro de 1949. Sempre, desde criança e na idade escolar, tinha uma queda para o desenho e as brincadeiras com lápis de cor.

Em 1970 muda-se de Francisco Beltrão/PR; para onde seus pais tinham se mudado quando ainda criança; para Valinhos/SP. Passa a receber orientação de Sebastião Guimarães, o nosso “Tião Guimarães”, artista figurativo acadêmico, que logo percebeu que seu novo aluno nunca seria um artista acadêmico.

Era modernista nato, já estava pronto para se aventurar no mundo das arte contemporânes e/ou moderna, por ter uma forte formação “autodidata”. Honesto em suas avaliações, “Tião”, preferiu perder o aluno e ficar com o amigo, mandou o aluno perseguir o seu rumo modernista.

 

Deu-lhe como referência o movimento modernista de Campinas/SP, assim Jerci Maccari, apesar de morar em Valinhos/SP, se integrou ao movimento artístico plástico modernista de Campinas/SP. O começo oficial de sua longa carreira artística foi em 1972, realizando uma exposição individual na “Galeria Coreto” do Conservatório Musical Carlos Gomes de Campinas/SP.

Passou a freqüentar os Salões Oficiais e Coletivas, 52 (Cinqüenta e Duas) cidades receberam suas participações, entre estas cidades podemos destacar : Valinhos, Campinas, São Paulo (Capital), Araras, Rio Claro, Limeira, Serra Negra, Piracicaba, São Bernardo do Campo, Osasco, Águas de Lindóia, Sorocaba, Jundiaí, Itu, Ribeirão Preto, Santo André, Mogi Mirim, Franca, Araçatuba; todas cidades do Estado de São Paulo. Em 1984 conhece Dimas Garcia, é convidado para participar do Campinas Arte Hoje.

Jarci Maccari possui hoje um currículo com mais de uma centenas de participações em atividades artísticas plásticas, exposições individuais, individuais simultâneas, Salões Oficiais, coletivas, júris, organização de eventos e outras.

Fonte de informação: Arquivo Dimas Garcia.
Fotos: Capela do Sacrário – Igreja do Imaculado Coração de Maria – Jd. Américo II – Valinhos – SP / Fábio Cerqueira